Review: Bermuda Fox Ranger Cargo

May 3, 2018

 

 

 

 

A atitude normal de todos que começam a pedalar é comprar roupas adequadas para a atividade. E isso não é exclusividade do ciclismo. Ocorre o mesmo no futebol, vôlei, natação e outros esportes.

 

Se você começou a pedalar faz pouco tempo, já deve ter percebido que aquela camiseta de algodão e aquele bermudão usado para passear definitivamente não são a melhor opção, não é mesmo?  

 

Roupas específicas para ciclismo precisam ter uma série de características para serem consideradas adequadas:

1. Tecido: deve permitir a transpiração sem acumular suor na roupa. 

2. Espuma: ameniza o contato do seu corpo com o selim, no caso das bermudas. Uma boa espuma diminui bastante o desconforto após longas horas de pedal.

3. Aerodinâmica: diminui o atrito do seu corpo com o ar e te deixa mais rápido. Essa característica é desejável e útil somente para alguns tipos de competição de alto desempenho, ou para aqueles que praticam ciclismo de estrada.

4. Elasticidade: para não limitar os movimentos

5. Leveza: assim não atrapalham o conforto e desempenho.

 

Dito isso, vamos analisar a bermuda para ciclismo da Fox, modelo Ranger Cargo, nos enviada pela Avalanche Bike Store.

 

 

 

A Fox Ranger é uma bermuda do tipo "loose fit", ou seja, não fica grudada ao corpo.

Ideal para os mountain bikers que não se sentem bem usando roupas mais agarradas e não precisam ganhar décimos de segundo numa competição de alto nível. 

 

Vem acompanhada de um liner com espuma de alta densidade (chamado de EVO pela Fox) e costuras que não irritam a pele ao longo do pedal. Basta vestir o liner e colocar a bermuda por cima. O conjunto é leve e confortável.

 

 

 

O tecido é de excelente qualidade. Leve e permite a transpiração ao longo do pedal. E tem elasticidade adequada. Você esquece da bermuda durante o pedal, pois ela não fica "puxando" na medida em que você se posiciona na pilotagem. 

 

Uma dúvida muito grande daqueles que só usam bermudas coladas ao corpo é se esse tipo de roupa não fica "enroscando"na bike. Normalmente não. Na verdade, isso só vai ocorrer em situações extremas, incomuns no pedal, como girar demais o guidão, por exemplo. Em termos de posicionamento do corpo durante o pedal, nada atrapalha mais do que o selim nas alturas. Por isso até ciclistas de modalidades como o XCO têm adotado os canotes ajustáveis, descendo o selim ao simples acionamento de uma alavanca. Isso permite encarar trechos mais técnicos com mais confiança e liberdade sobre a bike.

 

 

 

 

A bermuda tem um visual bem interessante. Dá pra usar até em atividades do dia a dia ou em pedaladas pela cidade, cicloturismo etc. Ou ir ao mercado sem passar vergonha. Basta não vestir o liner e você está pronto.

 

Usa joelheira durante o pedal? Sem problema também. 

 

 

Para ajustar a cintura, há um ajuste com velcro, que faz as vezes de cinto. Muito prático, pois permite deixar a cintura mais larga ou justa com muita facilidade. Inteligente, pois nem todos tem o mesmo shape.

 

 

 

A bermuda tem 4 bolsos, dois frontais e dois laterais bem amplos. Um dos bolsos laterais tem fecho com zíper, ideal para levar a carteira, as chaves ou mesmo o telefone celular, sem risco de perder durante o pedal. O outro bolso lateral tem fecho com velcro. Dá pra levar uns snacks e outros ítens para o pedal e ter acesso bem fácil nas paradas.

 

 

 

Daria para ser melhor? Talvez um gancho dentro do bolso para conectar as chaves facilitasse ainda mais a vida. Mas ainda assim você pode guardar suas chaves no bolso com zíper e elas estarão lá quando você chegar no seu carro ou portão da sua casa.

 

Outra desvantagem? O preço. Mas esse é um problema geral de produtos de boa qualidade no Brasil, não é exclusividade da bermuda.

 

Conclusão? Produto de extrema qualidade, atenção aos detalhes e muito confortável. Recomendo.

 

Quer ver mais? Assista o episódio da série Destino MTB em Paraty. Nosso biker está usando essa bermuda no vídeo.

 

 

 

Onde encontrar:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

February 20, 2018

Please reload